top of page
  • Ricardo Resende

Lotação dos atuais AFTs (por região e por UF) e perspectivas p/ os novos

Como o assunto lotação continua dominando boa parte das discussões sobre o concurso para AFT, decidi tentar ajudar apurando os números atuais (julho/2023) relativos à lotação dos AFTs em atividade. Tais dados são públicos, é claro, extraídos da listagem semestral a que se refere o art. 630, §7º, da CLT, publicada aqui.


Naturalmente é impossível saber que vagas serão oferecidas aos futuros AFTs, pois elas dependem da definição das vagas que serão disponibilizadas pela SIT e, depois, do resultado do Processo Seletivo de Remoção (PSR) que necessariamente deverá ocorrer antes do oferecimento aos futuros aprovados das vagas remanescentes. Todavia, esses números podem ajudar o candidato a estimar, mesmo que grosso modo, em que regiões e UFs é razoável esperar vagas.


Por exemplo, sabendo-se que a Região Norte tem apenas 134 AFTs lotados atualmente (6,95% do total), não é factível imaginar que teremos, digamos, mais de 196 vagas para essa região. Menciono a Região Norte porque as pessoas de outras regiões temem principalmente as distâncias e as dificuldades logísticas. Sem qualquer juízo de valor sobre as lotações da região, é só questão de logística e distância das regiões de maior adensamento populacional mesmo. ;)


Explico o meu raciocínio baseado em conta de padaria: 900 vagas, hoje, equivalem a 46,7% do total de AFTs em atividade. É bastante provável que as 900 vagas não sejam distribuídas de forma linear, e sim de acordo com a necessidade de cada SRTb e suas respectivas unidades. Entretanto, não sabemos quais são essas necessidades, então, para fazer algum tipo de estimativa, teremos que assumir certas premissas lógicas.


A primeira premissa que adoto é que, se houve um PSR em 2011 por meio do qual se removeram muitos dos AFTs que estavam lotados na Região Norte (isso é fato), as vagas deixadas por eles foram, em princípio, supridas com os novos AFTs do concurso de 2013, dos quais a maioria ainda está na lotação inicial até hoje (pois não tivemos novo concurso depois).


Outra premissa adotada é no sentido de que, se as novas vagas não serão distribuídas linearmente, como mencionado, é pouco provável que sejam distribuídas prioritariamente para a Região Norte, pois o número de trabalhadores que a fiscalização pode alcançar é muito maior em regiões mais densamente povoadas, localizadas principalmente nas Regiões Sudeste, Nordeste e Sul, nessa ordem. Logo, posso assumir logicamente que, na pior das hipóteses, seriam abertas novas vagas na Região Norte até o limite do crescimento linear do quadro, ou seja, até +46,7%. Provavelmente será inferior a tal limite, mas vamos pensar, por falta de outro critério objetivo melhor, na expansão linear das vagas.


Sendo assim, se todos os 134 AFTs atualmente lotados na Região Norte se removerem no PSR (o que não é nada provável, pois alguns são da região), seriam abertas as 134 vagas atuais para os novos AFTs. Mais 46,7% (ou seja, mais 62 vagas novas), resultaria em 196 vagas para os novos aprovados, ao todo, para a Região Norte.


É aí que quero chegar. Em um universo de 900 vagas, sobrariam 704 vagas para os aprovados no concurso para provimento nas outras regiões do país. Esse raciocínio é logicamente aplicável, em tese, também às demais regiões, com as devidas adaptações. Quanto maior o número de AFTs atuais de uma região (ou UF), maior é a probabilidade de ter vagas nessas regiões (ou UF) para os aprovados, tanto pela via do incremento de vagas quanto pela via das vagas remanescentes do PSR. Menciono como exemplo, neste sentido, Sudeste e Nordeste. A Região Sudeste tem 40,69% do total de AFTs atuais (784 ao todo), ao passo que a Região Nordeste tem 24,03% do total (463 AFTs ao todo). É natural que seja maior a probabilidade de ter mais vagas para os aprovados no Sudeste que no Nordeste. No caso, além do incremento com a proporção das 900 vagas (linearmente daria 366 x 216), há que se considerar que algumas lotações específicas do Nordeste são historicamente difíceis de conseguir nos PSR, diferentemente da maioria das lotações do Sudeste, até porque os concurseiros da Região Nordeste são, repito, muito bons. Somando tudo isso, é bastante provável que AFTs do Nordeste que estão lotados no Sudeste porque não conseguiram ainda chegar à sua cidade natal se removam para sua região de origem, abrindo vagas no Sudeste. Ao contrário, os AFTs da Região Sudeste, em sua maioria (exceto os do último concurso, que não são tantos), já estão na região, então, na pior das hipóteses, apenas mudarão de lotação dentro da região, abrindo vaga na lotação de origem.


É por isso que tenho dito que este concurso gigante para AFT constitui, na verdade, muitos concursos em um. Além de uma chance muito maior de aprovação (900 vagas representam mais que a somatória das vagas oferecidas nos últimos quatro concursos), o candidato ainda tem uma chance ímpar de conseguir também uma "boa" lotação, mesmo passando em colocação que, em qualquer concurso "normal", o colocaria lá no final da fila para a escolha da lotação. Vamos então, aos números, e então você poderá fazer suas próprias ilações sobre as lotações dos futuros AFTs:


AFTs lotados por região (dados de julho/2023):





AFTs lotados por UF (dados de julho/2023):




Lembro que não adianta me perguntar sobre lotações específicas (cidades), pois sequer sei quantos são os AFTs lotados em cada SRTb ou GRTb. Além disso, creio que exista muito mais desequilíbrio entre o quadro de Gerências de uma mesma SRTb do que entre UF ou entre regiões. Logo, para lotação específica entendo que não dá sequer para estimar eventuais vagas. O caminho para estimativa seria pensar, em ordem de grandeza, em UF e regiões.


Abraço e bons estudos! Ricardo Resende

ricardo@ricardoresende.com



5.023 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Concurso AFT - correspondência edital x aulas x livro

O conteúdo de Direito do Trabalho do Bloco 4 do CNU (Trabalho e saúde do servidor), ou seja, do concurso para Auditor Fiscal do Trabalho - AFT, está no Eixo Temático nº 5, que tem tópicos de Direito I

Concurso para AFT no Concurso Nacional Unificado. E agora?

Minha recomendação é a de sempre: na medida do possível, procure não sofrer antecipadamente! Desde a publicação da autorização para o concurso de AFT já tivemos diversos burburinhos inúteis (por exem

bottom of page